Espiritismo e Psiquê




2 de fev de 2013

Irmãos de Alcione



     Queridos amigos, como escrevi anteriormente, estava em transição, de mudança física, isso envolve tempo e espaço. E essa relação tempo e espaço está me levando a grandes silêncios e reflexões.
Quando se deixa um lugar (espaço físico) e parte para outro, sua mente, seu corpo se transportam, se adaptam àquilo que eles não conhecem. Depois de algum tempo, quando retornamos para o mesmo lugar, ele não se moveu, não se alterou, mas você sim! Não somos aquilo que éramos, estamos todos em constante mudança, envelhecendo a cada minuto em busca de quê? Para quê?
Pois bem, este ano estarei em busca de uma realização antiga em meus pensamentos que, por conta dos caminhos que a vida nos leva, não consegui realizar anteriormente. Prestei vestibular para Psicologia, passei e vou começar as aulas neste mês. Confesso que este curso trará  benefícios para este blog, acredito que ele vai ficar mais “profissional” já que há muitos termos e conceitos na obra de Joanna de Ângelis que somente sendo um psicólogo para entender.
Grandes mudanças... comprometer seu “tempo” durante os próximos cinco anos não é uma decisão fácil, afinal não tenho mais 18 anos, não tenho o conforto da casa dos meus pais e, pelo contrário, tenho responsabilidades em minha casa. Já fiz uma faculdade e sei que não é simples. Mas, novamente, em busca de quê?  Para quê?
Hoje eu estava pensando e, pela primeira vez em muito tempo, senti uma sensação de paz,  será que era paz? Não sei, senti um conforto enorme em meu coração em saber que agora somente estou madura para esse desafio - com 18 anos com certeza não estaria. Será minha vida obra de um espetáculo do acaso? A resposta é não, diria que ela é fruto de algumas desaventuranças que me fizeram ser o que sou, pois só através do sofrimento nos transformamos... e eu estou imersa nessas águas do conhecimento, que me depuram e me ensinam.
Joanna de Ângelis, em seu livro Psicologia da Gratidão, diz que vivemos atualmente em uma “pandemia psicopatológica das vidas vazias”, ou seja, existe um enorme número de pessoas que não têm um siginificado existencial, um objetivo, nas quais ainda há forte predominância do ego.
  “A verdadeira paz é adiquirida mediante o logro da autorrealização (...) autoconhecimento (...)”
  Meu objetivo com esta faculdade é me tornar alguém melhor, é adquirir conhecimento para transportá-lo para o próximo, pois sei em meu coração as dívidas que deixei, e o quanto posso um pouco resgatá-las buscando o autoconhecimento. Porque um curso deste não é para outro e sim para aquele que faz. Estou feliz de ter essa oportunidade.
   Mas, enfim, vim aqui para falar dos irmãos de Alcione - uma das estrelas da constelação das Plêiades – tenho alguns amigos que não são espíritas, mas que leem meu blog, acredito que para eles será difícil de acreditar no que está a porvir.
   Acabei de ler dois livros, sendo um continuação do outro, ambos são ditados pelo espírito Manoel Philomeno de Miranda, psicografados por Divaldo Pereira Franco. São eles: Transição Planetária e Amanhecer de uma nova era.
Não é minha intenção descrever os livros – algo impossível -  mas o que importa é a mensagem de amor e esperança que são transmitidas.
   Manoel Philomeno relata nos livros os grandes trabalhos que são realizados na espiritualidade, em que ele participa, em favor do nosso bem comum. Atividades estas que nos levam à emoção facilmente, pois nunca, em momento algum, estamos desamparados pelo amor do Cristo. Lugares nos quais acreditamos faltar ajuda - e lá está a ajuda invisível, mais sensível para aqueles que a recebem, como é o caso da descrição de uma das atividades realizadas na cracolândia.
   Mas uma das grandes atividades de que ele participa é a chegada dos irmãos de Alcione. Sabemos que estamos saindo de um mundo de provas e expiações para um mundo de regeneração e não é só os espíritas que dizem isto, mas também outras crenças e realmente está acontecendo.
Jesus, em seu infinito amor, está enviando alguns espíritos iluminados para nos ensinar a amar, irmãos estes que aceitaram a  missão de aqui reencarnar novamente para nos ajudar em nossa evolução. Esses irmãos vêm de uma estrela chamada Alcione, lá existe a paz e alegria que aqui não temos.
   O autor relata sobre as reencarnações em massa que estão ocorrendo em vários países e sobre a consciência que esses espíritos têm de sua missão. Voluntários no amor, irão nos ensinar nos mais diferentes lugares e nas diversas profissões como sermos seres éticos, tolerantes para tranformarmos o mundo em mundo mais feliz, com menos desigualdades. Sabemos que palavras ensinam, mas o exemplo arrasta.
   Esses irmãos estão sendo classificados como as crianças cristais. Seres que desde muito jovens já mostram habilidades e conhecimentos específicos e, é claro, sempre buscam fazer algo para o próximo.
   Sei que iremos encontrar esses seres daqui há alguns anos e eles irão nos ensinar muita coisa, pelo seu exemplo, apenas pelo seu exemplo, e é muito bonito saber desta transição e acreditar nela.
   Esses livros transbordaram meu coração de esperança, pois, em tudo que fizermos para o bem, somos ajudados. Como disse no começo, em busca de quê? Para quê? Nossos irmãos desencarnados têm um objetivo, um significado existencial - e nós, por que não nos disciplinamos para tal?


Nenhum comentário:

Postar um comentário